Auto biografia artística virtual. Registros de eventos, resenhas, crônicas, contos, poesia marginal e histórias vividas. Tudo autoral. Quando não, os créditos serão dados.

Qualquer semelhança com a realidade é verdade mesmo.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Versão Digital da Matéria de Divulgação no Diário do Amazonas

Em Manaus, abdução norteia HQ adulta

Por Kamila Vieiralves

Manaus – No próximo dia 14 de julho, o roteirista Mário Orestes Silva lançará uma obra na qual, pela primeira vez, assina roteiro e ilustração. Trata-se da graphic novel de ficção científica ‘O Desejo Eterno’. “E eu espero que seja o último”, afirma o roteirista.
O motivo, segundo ele, é que, apesar do contato rotineiro com o mundo do desenho — ele é presidente do Clube de Quadrinheiros de Manaus —, seu foco de trabalho é mesmo o texto. “Eu era desenhista até uma certa idade e até cheguei a lecionar, mas parei para focar em roteiros. Resgatei isso somente para esse trabalho, porque eu já tinha a história, e cheguei a oferecer o projeto a oito desenhistas. Já que ninguém quis fazer, eu fiz”, explica Mário Orestes.
O processo que os leitores poderão ver impresso no livro durou pouco mais de um ano, entre desenhos, pós-produção e acordo com a Editora Valer, responsável pela publicação. No entanto, antes mesmo de começar a ilustrar, o autor precisou transcrever a sua visão para outro tipo de arte.
“Fiz os desenhos baseados em fotos. Então, chamei um casal de fotógrafos profissionais e uma modelo que serviu de base para a protagonista”, explica. “Por causa do orçamento, limitei a história a uma personagem e nós fizemos uma sessão de fotos baseada no roteiro, tudo em um único dia”, complementa Mário.
Ficção-científica adulta
O livro é uma ficção científica com foco para o público adulto e conta a história de uma jovem, recém-saída da faculdade, que mora com seu pai. Um dia, ela acorda em seu quarto e descobre que foi abduzida, tornando-se objeto de pesquisa. Contudo, é por conta desse episódio que ela começa a enfrentar seus dilemas pessoais.
“A personagem vive presa em um existencialismo material, abdicando dos sentimentos e do convívio social que são essenciais para qualquer pessoa. Porém, essa situação começa a virar um pesadelo para ela. Assim, quando é abduzida, tem a oportunidade de realizar todos os seus desejos, por mais absurdos que sejam”, resume o roteirista.
À venda
O lançamento de ‘O Desejo Eterno’ está marcado para o dia 14 de julho, a partir das 18h30, na Livraria Leitura. “É legal avisar que o evento de lançamento segue até o horário de fechamento da loja. Por isso, se as pessoas quiserem ir depois do trabalho, fugindo desse horário de pico, ainda estaremos lá. A modelo das fotos, Alessandra Gomes, também estará presente”, adianta.
E, para quem quiser se adiantar, o autor comenta que o livro já está disponível para venda no sebo Edipoeira (Praça Heliodoro Balbi, mais conhecida como Praça da Polícia, Centro).

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Guidable - A Verdadeira História do Ratos de Porão

É inegável a importância da banda de hard core paulistana Ratos de Porão para a história do rock nacional. Muito já foi dito, escrito, documentado e gravado. Com mais de trinta anos de carreira ininterrupta, mais de vinte discos lançados, turnês por todo o país, exterior e reconhecimento mundial como um dos maiores expoentes da música pesada brasileira, é até natural que haja um documentário a respeito. Contudo, a produção independente "Guidable - A Verdadeira História do Ratos de Porão" com direção de Fernando Rick, 121 minutos, lançado no ano de 2008 pela Black Vomit filmes, vai além, trazendo, depoimentos em mais de 200 horas de entrevistas, cenas raras, bastidores diversos e um disco extra (no DVD oficial) com mais de 6 horas de material.
Poster do antológico documentário de produção independente
Todos os integrantes e ex integrantes prestam seus devidos depoimentos, sendo que a totalidade é caracterizada pelo extremo bom humor que, em algumas passagens, provoca gargalhadas no telespectador. Nada mais apropriado para um grupo de adolescentes punks que não sabiam tocar, cresceram desenvolvendo seus ofícios em seus devidos instrumentos, fazendo aquilo que mais gostavam, de um modo plenamente descompromissado. Por algumas vezes, esse "ofício" foi quebrado, mais precisamente pelo guitarrista Jão (João Carlos Molina Esteves) que chegou a ser vocalista e até mesmo baterista. Algo que nem todos sabem, é o fato do membro mais emblemático da banda, João Francisco Benedan (o "João Gordo"), não ser um componente da formação original. Dentre os nomes de fora da banda, que se dão em depoimentos, há empresário, amigos e mais expressivamente  Clemente (Inocentes e Plebe Rude), Andreas Kisser (Sepultura), Igor Cavalera (Cavalera Conspiracy), Dick Siebert e Marcello Pompeu (ambos do Korzus), Fábio Sampaio (Olho Seco), o saudoso Redson Pozzi (Cólera), entre outros. De todas as curiosidades, pode-se destacar a participação da banda nos programas do Gugu e da Angélica, como as mais surreais e bizarras. Será que as gravadoras, quando fecham os contratos que possuem essas cláusulas de apresentações obrigatórias, não percebem a incoerência em desvio de público? Por alguns momentos os relatos dos problemas com os excessos de drogas e as justificativas das inevitáveis discussões, deixam a decorrência um tanto cansativa, mas é impossível não ter ponto baixo com tantos anos de legado e a omissão disso, seria tendencioso. Esses pontos até teem sua importância, pra expor todas as dificuldades que aparecem no decorrer de um grande legado e pra quebrar a aparência de banda que só desfruta de fama, dinheiro e prestígio.
Com toda previsibilidade no roteiro deste documentário, "Guidable - A Verdadeira História do Ratos de Porão" já é um filme antológico e obrigatório, para todos que prezam pela música extrema e um imensurável presente para os fãs da banda.
Não deixe de assistir.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Aforismos Oresteanos

"Se todo dito pode ser questionado, então o desdito estará sempre sujeito a perdão."

"Zumbis, monstros, alienígenas e outras denominações equivalentes são metáforas pra algumas pessoas que estão entre nós há centenas de anos."

“O querer faz o Deus.”

“A sina das feministas é expor seus argumentos oposicionistas ao machismo, mas elas não percebem que o feminismo é o machismo delas. Em suma, o feminismo é a mesma coisa que o machismo, só que com o sexo trocado.”

"A América Latina não tem ataques terroristas, porque seus governos já o fazem de modo tão violento como e bem mais eficaz, visto que os atos sucedem com ratificação de praxe."

"Não existe o 'sobrenatural'. O que existe é 'por enquanto, não explicado cientificamente'."

"Todos os termos de uma língua qualquer podem ser usados em abrangência de grande amplitude, gerando assim interpretações diversas e utilizações mais diversas ainda. Esse viés é explorado maquiavelicamente pelo Estado e pelo judiciário para seus intuitos. Isso foi muito bem demonstrado por George Orwell na obra '1984' com o que ele nomeou de 'duplipensar'."

"A abstração do tangível é o vetor de maior sucesso artístico."

"Os povos que mais trabalham são justamente os mais tristes, mais reprimidos e mais mal tratados. De que vale ser rico e infeliz?"

"Por trás de alguém muito poderoso, sempre haverá alguém muito ambicioso."

"Terroristas não atacam diretamente órgãos governamentais, porque o Estado é um de seus maiores aliados."

"A exploração alheia está intríseca na cultura humana e inexistente entre os animais."

“Metáforas existem, não pra explicar as coisas, mas pra que as coisas sejam entendidas subjetivamente através de reflexões.”