Auto biografia artística virtual. Registros de eventos, resenhas, crônicas, contos, poesia marginal e histórias vividas. Tudo autoral. Quando não, os créditos serão dados.

Qualquer semelhança com a realidade é verdade mesmo.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Recentes Aforismos

“O lema na bandeira brasileira expressa com perfeição o legado de demagogia e corrupção de nossos políticos e empresários”

“Conservar a virgindade é uma das perversões mais violentas com o próprio corpo e a própria saúde”

“O sucesso da saga cinematográfica ‘Crepúsculo’ é o atestado de culto a mediocridade desta indústria por uma juventude idiotizada por moda e tendências consumistas”

“Democracia em demasia é tão prejudicial para o povo quanto uma ferrenha ditadura. Talvez seja até mais prejudicial, porque a ditadura é assumida e a democracia se diz em prol de todos, mas no fundo, só beneficia apenas alguns poucos”

“Mistério e curiosidade estimulam a criatividade”

“O surto leva a dois caminhos: à expansão da consciência ou à loucura”

“O ser humano não é muito racional. Se o for, não me considero humano. Não que eu seja o ser mais racional do planeta. Apenas não quero me enquadrar nos paradigmas que nos são impostos”

“Os sonhos nos dão alívios ilusórios momentâneos, necessários para a manutenção da vida”

“Quando tesão e saudades se fazem constantes para um casal, tem-se algo maior e mais profundo configurado, acontecendo entre eles”


“Vista-se conforme o ambiente. Efetive os contatos certos. Use o vocabulário adequado e minta o que for demandado que você sofrerá sucesso em ascensão”

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Entrevista com Clóvis Rodrigues, Vocalista da Banda Os Tucumanus

Vindo de uma geração prolífera que não se continha no uso de lugares undergrounds para a realização de shows precários, somente para a diversão pura, Clóvis Rodrigues evoluiu como músico e como compositor. Sendo a prova viva de que não precisa se ter diploma universitário para ser um intelectual questionador e atualizado no que se passa no mundo e a seu redor, este caboclo amazonense ainda tem muito sucesso a enfrentar pela vida. Seja como vocalista de uma das bandas mais promissoras do Estado do Amazonas ou na figura carismática de um artista popular humilde, Clóvis evoluiu também como pessoa. Aqui presta gentilmente uma entrevista exclusiva para o blog Orestes, onde destrincha um pouco seu legado musical.


Orestes: Sei que você já deve estar cansado de falar a respeito, mas conte como foi a apresentação da banda Os Tucumanus nos Estados Unidos e como foi a recepção do público norte americano em escutar uma sonoridade jamais tocada por lá.
Clóvis Rodrigues: Tivemos três apresentações que estavam na programação,  a Lavagem Cultural da rua 46, tipo um esquenta para o dia principal,  que foi o Brazian Day, e a apresentação na casa noturna S.O.B'S. O público das duas primeiras apresentações era na maioria brazucas, fomos a única banda da programação que tocou um repertório 100% autoral, conseguimos cativar e envolver o público e a organização do evento na fusão de ritmos tipicamente brasileiros com a proposta experimental dos Tucumanus, com direito a extrapolar um pouquinho o tempo estipulado pra cada banda. rs.  No S.O.B’S uma casa de shows, conceituada por ter no currículo passagens ilustres de artistas brasileiros como Caetano Veloso, Gilberto Gil, o  público praticamente de americanos, não foi diferente. A música falou mais alto e todo mundo entrou na onda do  "churrasco de gato" rs. Ainda teve o Central Park, os metrôs  e a Time Square, e uma palinha na casa noturna Miss Favela.

O.: O que você pensa ter faltado nesta apresentação?
C.R.: Mais tempo! rs.

O.: Já foi divulgado que haverá uma turnê européia do grupo. Quando acontecerá?
C.R.: Cara, não conseguimos patrocínio, mas não se descarta a possibilidade de irmos num outro momento, e agora com o novo disco.

O.: Qual o maior problema que Os Tucumanus estão enfrentando atualmente?
C.R.: Temos várias dificuldades. Tipo a rotina diária de cada integrante, dificulta um pouco na agenda de ensaios, todos temos atividades paralelas, e ainda não vivemos exclusivamente da música. O mercado local ainda é muito escasso. A distância geográfica dos grandes centros culturais continua sendo cruel. É claro que já foi bem mais, há uns anos atrás, mas ninguém disse que seria fácil rs.

O.: Apesar do sucesso dos Tucumanus, de vez em quando, você realiza alguma apresentação com sua primeira banda, Platinados. Você pretende manter ambas paralelamente ou a mais antiga está com os dias contados?
C.R.: A Platinados foi o ponto de partida pra minha trajetória na musica, no rock 'n roll em especial. Mas naturalmente, ampliar os horizontes e venho aprendendo muito. Me orgulho de ter feito o que fiz junto com meus camaradas de banda na época, mas os tempos são outros. Manter um trabalho autoral em Manaus é uma missão árdua. Imagina duas bandas. rs. Mas ainda componho músicas pra Platinados, não descarto a possibilidade de um registro inédito.

Clóvis e sua junção expressiva de humor e deboche
O.: Da banda Platinados há várias canções que marcaram uma época no rock manauara. Alguma intenção em reaver alguma para o repertório da Tucumanus?
C.R.: No primeiro CD dos Tucumanus, o  "Regional Experimental" de 2007 tem duas canções que eram  do repertório da Platinados, "Carapuça" e "O Jardim" e outra que não chegamos a gravar mas sempre tocamos nas apresentações é "Tudo em Comprimidos", música esta que a banda Alaíde Negão faz uma versão porrada. Também pretendemos gravá-la.

O.: O que falta para o rock manauara ter o devido destaque na mídia nacional?
C.R.: Primeiro tem que ter destaque aqui mesmo. rs. Ainda vejo uma carência de público consumidor muito grande. Isso só dificulta que algo relevante aconteça. Esse tão almejado destaque nacional, tem que ter um alicerce, um porto seguro. Um outro caminho é você tentar essa projeção indo pros grandes centros, mas aío destaque não é o do "rock manauara", e sim da Banda. Isso tem prazo de validade e  o cabôco tem que se manter. Eu só tô falando uma situação. Claro que existem outras, mas estamos evoluindo. Temos bandas porradas aqui, com músicos super talentosos.

O.: O que você destacaria da atual cena de Manaus?
C.R.: Tem muito trabalho bom nos vários seguimentos da música. O que de mais novo ouvi foi  Livre Prisioneiro e Pacato Plutão. Tudo brother! E fico feliz de ver essa galera produzindo!

O.: Fale de seus projetos futuros. Quais suas metas pessoais e com os Tucumanus?
C.R.: Estamos em processo de finalização do primeiro material  de qualidade, o EP "Rumo à Via Láctea" mixado, masterizado no Studio Vault em Nova York com a produção de  Bruno Prestes (Several) e participações de peso como Salomão Rossi (Cordão do Marambáia)  e Celdo Braga (Imbaúba). Tudo muito bem pensado. Não desmerecendo o Regional Experimental, que abriu muitas portas pra nós, mas com quase sete anos de estrada, muita coisa mudou. Integrantes, arranjos, melodias etc. O disco virá  com músicas do Regional Experimental como "O Boto" e outras que ainda não tinham sido gravadas como "Serpenteia", "Chuveiro Natural", breve  saindo do forno. Paralelo, o Boemia Nuclear tá rolando. Aí a parada é mais na atmosfera do samba, algumas outras composições no bolso, e vamos nós!

O.: Deixe seus contatos e um recado para os leitores deste blog.
C.R.: Obrigado à todos que nos acompanham, acreditam e curtem no nosso trabalho. Pra quem ainda não conhece, dá uma sacada e compartilha com a galera. Salve!
Página dos Tucumanus no Toque no Brasil. Release, vídeos, fotos, músicas pra baixar e agenda cultural:
Facebook:
Video clip oficial:

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Comunicando Falta de Postagens

Prezados leitores,

      Comunico-vos que momentaneamente estarei em falta com as postagens, devido a ausência de um computador próprio. Enquanto isso, explorem o arquivo deste blog que possui muitas postagens que têm conteúdo atemporal.
           Agradeço a complacência.

Mário Orestes.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Novamente no Telejornal no AM TV

      Tentando contornar os entraves promovidos por meu computador sucateado, volto a realizar postagens, sendo que não sei bem por quanto tempo conseguirei. Enfim, abaixo o link do vídeo de nova participação no telejornal AM TV. Mais uma vez com o Clube dos Quadrinheiros de Manaus.